Preocupados com a longevidade saudável de trabalhadores, instituto está pesquisando como melhorar as condições através dos robôs.

A tecnologia é realmente surpreendente. Você talvez pode não acreditar, mas especialistas já estudam a ajuda de robôs para a longevidade saudável.

Amigos de lata que podem ajudar as pessoas a levantar objetos pesados, avisar um familiar quando há uma emergência médica ou até a fazer tarefas domésticas.

O assunto está ganhando corpo porque os especialistas estão preocupados com o constante e real envelhecimento da população mundial.

Para você ter uma ideia, este ano haverá mais pessoas acima dos 65 anos do que com menos de cinco anos pela primeira vez na história da humanidade.

É muito assustador, não é mesmo?

E a preocupação é simples. Não haverá pessoas mais jovens para cuidar de tantos idosos, a menos que os robôs ajudem.

Mas como os robôs poderão ajudar?

A revista The Economist publicou um artigo intitulado “Um mundo envelhecido precisa de robôs mais engenhosos” (em português).

O artigo fala sobre uma pesquisa feita por uma nova divisão da Toyota.

O objetivo era saber como eles poderiam usar a tecnologia para melhorar a qualidade de vida à medida que as pessoas envelhecem.

Envelhecimento e robôs estão mais intimamente relacionados do que você imagina. Países jovens com muitas crianças têm poucos robôs. Nações em envelhecimento têm muito.

Os países com o maior número de robôs por trabalhador industrial incluem Coréia do Sul, Cingapura, Alemanha e Japão, que possuem algumas das forças de trabalho mais antigas do mundo.

A conexão não reflete apenas o fato de que os países jovens tendem a ser pobres e não podem pagar máquinas sofisticadas. Também é válido nos países ricos.

Aqueles com poucos robôs comparados com o tamanho de sua força de trabalho incluem a Grã-Bretanha e a França, ambos os quais (pelos padrões dos países ricos) estão envelhecendo lentamente.

Os robôs normalmente substituem o trabalho. É por isso que muitas pessoas temem que acabem com os empregos.

Países com muitos jovens trabalhadores não precisam de substitutos trabalhistas. Os salários também tendem a ser baixos, tornando a automação não lucrativa.

Como resultado, a conexão entre robôs e envelhecimento é poderosa. O estudo calcula que o envelhecimento é a maior influência individual sobre quantos robôs um país tem.

É estimado que isso explica perto de 40% da variação no número de robôs que os países apresentam.

Os robôs são o futuro

À medida que a mudança demográfica acelera, os robôs de serviço se tornarão mais importantes.

Um dia, os fabricantes esperam que os idosos vivam sozinhos e permaneçam por mais tempo. Os robôs ajudarão a amenizar a solidão e mitigar os efeitos da demência.

Eles tornarão mais fácil cuidar de pessoas em lares de idosos e permitir que trabalhadores mais velhos queiram permanecer empregados para acompanhar as exigências físicas do trabalho.

Esses robôs também serão fundamentalmente diferentes dos industriais, que geralmente substituem a atividade humana – por exemplo, instalar um pára-brisa de carro.

Por outro lado, os robôs de serviço o estendem. Por exemplo, se um exoesqueleto ajuda alguém a levantar algo pesado, a pessoa ainda tem que estar lá.

Você pode ver os movimentos dessa revolução do robô mais claramente no Japão

Por enquanto, a tecnologia ainda está longe de ser transformadora. De acordo com a Federação Internacional de Robótica, cerca de 20.000 robôs foram vendidos em 2018.

O número sem dúvida crescerá. A questão é com que rapidez?

Gostou do artigo, deixe sua opinião sobre esse fantástico mundo que pode melhorar e muito a longevidade do ser humano.

Deixe aqui seu Comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.