Qual a importância de orientar seu paciente sobre cicatrização após procedimentos

Quando um paciente chega até sua clínica para realizar algum procedimento estético, principalmente se esses procedimentos forem injetáveis e preenchimentos ou aqueles que deixarão a pele muito avermelhada, inchada, e que ocorrerá descamação, é importante que você, como profissional, alerte-o sobre o tempo que será necessário para que a pele dele cicatrize e ele possa […]
Quando um paciente chega até sua clínica para realizar algum procedimento estético, principalmente se esses procedimentos forem injetáveis e preenchimentos ou aqueles que deixarão a pele muito avermelhada, inchada, e que ocorrerá descamação, é importante que você, como profissional, alerte-o sobre o tempo que será necessário para que a pele dele cicatrize e ele possa fazer a próxima sessão, ou apenas informá-lo do tempo necessário para que ele possa finalmente curtir o resultado final de seu tratamento. Uma boa conversa, explicando o tempo que irá levar para que a cicatrização ocorra e os cuidados que o paciente precisará ter nesse período ajuda muito o seu cliente e paciente a ter confiança em seu trabalho e não se assustar, caso permaneça uma semana com o rosto inchado e vermelho. No texto de hoje falaremos sobre o que é a cicatrização, como ela ocorre e se o processo é igual em todas as pessoas. Você, profissional de farmácia, pode usar o material para informar o seu paciente sobre esse processo e deixá-lo mais tranquilo. Confira.

Afinal, o que é cicatrização?

[restrict] Cicatrização é o nome que recebe o processo de reparação de um tecido que foi lesado por um tecido novo. Essa reparação envolve a regeneração de uma série de células que por fim, formam a cicatriz. A cicatriz nada mais é do que um tecido novo que se forma durante o processo de cura de determinada lesão. É o modo que o organismo encontra para fechar lesões quando não é possível regenerar a área machucada com perfeição.

Como ocorre o processo de cicatrização?

O processo de cicatrização ocorre nas seguintes fases:
  • Coagulação;
  • Inflamação;
  • Proliferação;
  • Contração da ferida;
  • Remodelamento.

Coagulação

É a fase que surge logo após a lesão/ferimento surgir. Nela são liberadas diversas substâncias como proteínas adesivas e fatores de crescimento, para que as demais fases possam ocorrer de maneira correta.

Inflamação

Essa fase depende de mediadores químicos e também das células de defesa do organismo, conhecidas como leucócitos, macrófagos e linfócitos. As células de defesa visam “limpar e preparar” o local da lesão para que um novo tecido, no caso, a cicatriz seja formada.

Proliferação

Como o nome já diz, é durante a proliferação que o novo tecido é formado. Ela recebe esse nome, pois há uma proliferação celular que dá origem ao tecido que ocupará a área anteriormente lesionada.

Contração da ferida

É processo de finalização da colocação do tecido, ou seja, é o momento em que o novo tecido se ajusta ao local onde houve lesão, se contraindo para se adaptar ao local lesionado.

Remodelamento

Ocorre durante alguns meses após a contração da ferida. É o processo responsável pelo aumento de força e tensão e também pela diminuição do tamanho da cicatriz.

Alimentação correta no processo de cicatrização

Um paciente bem nutrido e/ou com alimentação correta, terá um processo de cicatrização bem mais eficiente do que um paciente desnutrido e/ou que não se alimenta corretamente. É importante que o paciente que esteja passando por processo de cicatrização ingira as quantidades corretas de proteínas, que auxiliam o sistema imunológico a funcionar corretamente, além de ingerir alimentos como frutas cítricas, e sementes oleaginosas que auxiliam na produção de colágeno, e regulam processos inflamatórios, algo extremamente útil para que um processo de cicatrização ocorra da melhor maneira possível.

Cremes e pomadas também podem ser utilizados

Além da alimentação, cremes e pomadas com ações cicatrizantes também podem ser utilizados com o intuito de acelerar o processo de cicatrização e fazer com que a cicatriz fique menos visível.

Procedimentos estéticos

Alguns procedimentos estéticos também podem ser utilizados na renovação da pele. Entre os mais famosos estão o laser de CO2 fracionado que possibilita a renovação celular na área da cicatriz fazendo com que a mesma se torne mais clara e menos visível. Além disso, a técnica de preenchimento também é muito utilizada. Nela a cicatriz é preenchida com polimetilmetacrilato, tornando-a mais natural e menos visível, algo totalmente revolucionário É importante salientar que cada organismo é único e que cada pessoa reage e responde de uma forma ao processo de cicatrização, por isso, paciência e bom senso são fundamentais nesse processo. [/restrict] banner-pos-farmacia    

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2012-2021. Portal da Farmácia Estética.