Clínica é condenada por queimar mulher durante procedimentos estéticos

A condenação foi o resultado de mais um erro banal em uma sessão de carboxiterapia e criolipólise, que poderia ter sido evitado se houvesse maior cuidado com o paciente. Depois de deixar queimaduras de segundo grau no abdômen de uma paciente, durante procedimentos estéticos, uma clínica de estética de Limeira-SP foi condenada a pagar R$ […]
clínica-condenada

A condenação foi o resultado de mais um erro banal em uma sessão de carboxiterapia e criolipólise, que poderia ter sido evitado se houvesse maior cuidado com o paciente.

Depois de deixar queimaduras de segundo grau no abdômen de uma paciente, durante procedimentos estéticos, uma clínica de estética de Limeira-SP foi condenada a pagar R$ 10 mil de indenizações por danos morais e R$ 654,52 por danos matérias. Pois é, gente. O juiz Rudi Hiroshi Shinen, da 3ª Vara Cível da cidade, afirmou que “se tratando de procedimentos corretivos, é possível antever os efeitos que serão produzidos. Consegue-se antecipar os frutos da intervenção”. Ou seja, é mais um daqueles casos em que um pouco mais de cuidado com o cliente faria toda a diferença. Segundo a vítima, o resultado das queimaduras após a sessão de carboxiterapia e criolipólise foi uma cicatriz queloide hipertrófica. Já a Clínica Fisio & Forma informou que tudo foi realizado por “profissionais qualificados” e que a cliente não fez nenhuma reclamação administrativa sobre o ocorrido. Sério isso? Além de ser queimada, a mulher precisava dar queixa no setor administrativo?

Sobre a decisão, o juiz deixou bem claro que todos os elementos de prova juntados ao processo corroboraram a versão da autora, por isso, “cabível a procedência da pretensão ao dano moral, que, no caso concreto, compreende também o dano estético constatado”.

O caso ainda cabe recurso e parece que a defesa está confiante, dizendo que “em Segunda Instância as provas serão melhor avaliadas”. Pode isso?

Casos e mais casos envolvendo erros médicos

Esse não é o primeiro e provavelmente não será o último caso de erro estético que vamos publicar aqui no blog. Infelizmente a situação tem aumentado a cada dia que passa, deixando um sentimento de despreparo.

É muito importante que o profissional passe aos pacientes todos os detalhes sobre o procedimento a ser realizado, principalmente se houver algum risco.

Como dito na sentença deste caso, em muitos tratamentos é possível prever o que pode acontecer. Assim, podemos alertar e até mesmo desqualificar determinada pessoa para o procedimento. Quanto a você que quer melhorar sua aparência, a autoestima, reforçamos a necessidade de pesquisar sobre o especialista que irá realizar o seu procedimento. Afinal, ninguém quer ser surpreendido ao final do mesmo, não é verdade? Não deixe sua beleza na mão de qualquer um, invista em profissionais qualificados e habilitados!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2012-2021. Portal da Farmácia Estética.