no comments

Biossegurança em estética e a importância na utilização de máscaras descartáveis

Saiba quais os tipos de máscaras descartáveis e quando usar para cada procedimento estético

Hoje o blog voltará com a temática sobre Biossegurança em Estética, um assunto muito importante que requer o conhecimento e atenção dos farmacêuticos estetas, para as ações de prevenção de doenças no ambiente de trabalho. Pensando nisso, abordaremos sobre o uso das máscaras, como um equipamento de segurança para os procedimentos, quais tipos e para qual procedimento utilizar, de acordo com cada tipo de máscara.

Conforme o censo divulgado pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), no Brasil ocorreu um aumento de 390% nos tratamentos estéticos nos últimos anos. Entre os mais procurados estão: preenchimento, toxina botulínica, peeling, laser e aplicação de fios de sustentação. Em consonância a esses dados é necessário aumentar a preocupação e relevância com a biossegurança em estética, para os diversos tipos de procedimentos, que requer cuidados e equipamentos diversificados.

De acordo com normas do Centro de Vigilância Sanitária, os profissionais que atuam na área de estética devem fazer uso de equipamentos de proteção individual, durante procedimentos de: depilação e limpeza de pele, aplicação de produtos químicos, peeling, entre outros procedimentos. Este cuidado minimiza o risco de contaminação por microrganismos dispersos no ar, com via de entrada pela mucosa.

Tipos de máscara

Ainda é importante saber que existem tipos diferentes de máscara para cada utilização nos procedimentos realizados com os pacientes. Em geral as máscaras descartáveis, possuem dois tipos, as brancas e azuis, com diferenciações para cada procedimento estético.

As máscaras brancas finas são utilizadas em quase todos os tipos de procedimentos estéticos em que não envolva a manipulação com agentes químicos e similares. Já as máscaras azuis, possuem um respirador descartável – bico de prata – no qual contém uma dupla camada que impedem que as partículas sejam inaladas, indicadas para procedimentos como peeling (diversos tipos), tratamento de pele, entre outros.

Para a área da saúde, como clínicas de estéticas e para os profissionais da estética, a utilização dos descartáveis é imprescindível pois, os riscos de contaminação são ainda maiores. Para atender esta demanda os descartáveis estão presentes nos jalecos, aventais, nas luvas, toucas, máscaras, lençóis, enfim, uma linha completa para proteção tanto do profissional da saúde quanto ao seu paciente.

Gostou deste post? Leia também: Quando devo realizar o procedimento asséptico das mãos.

Curso de Fios de Sustentação PDO Nepuga
Assessoria de Imprensa | Blog Farmácia Estética
Somos apaixonados pelo que fazemos e escrevemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a farmácia estética é legítima, um direito do farmacêutico, do farmacêutico esteta e do graduando em farmácia.