Farmacêutica de Curitiba-PR fala sobre a pós-graduação em saúde estética: “Quero ser minha própria chefe”

Pós-graduanda do NEPUGA/FAPUGA almeja ser sua própria chefe e conquistar sua independência financeira Bruna Parucker é farmacêutica na cidade de Curitiba-PR e atualmente cursa a pós-graduação em farmácia estética do NEPUGA/FAPUGA. A futura especialista, já exerceu em várias áreas da farmácia. Pensando no crescimento profissional e pessoal, ela decidiu mudar o rumo da sua área […]
bruna-amaral-foto

Pós-graduanda do NEPUGA/FAPUGA almeja ser sua própria chefe e conquistar sua independência financeira

Bruna Parucker é farmacêutica na cidade de Curitiba-PR e atualmente cursa a pós-graduação em farmácia estética do NEPUGA/FAPUGA. A futura especialista, já exerceu em várias áreas da farmácia. Pensando no crescimento profissional e pessoal, ela decidiu mudar o rumo da sua área apostando na estética, e não é que ela está gostando, aliás não tem como não gostar!! Assim como diversos profissionais estetas, a pós-graduanda almeja abrir sua própria clínica de estética e ser sua própria chefe. Não tem coisa melhor, não é mesmo? Veja o depoimento:

Farmacêuticos autorizados a trabalhar com estética

Em sentença, o Juiz Federal Dr. Victor Cretella Passos Silva julgou improcedente o pedido, ou seja, mais um “TAPA NA CARA” da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas (SBCP) que vivem criando expectativas e sonhando com a reserva de mercado, não é mesmo? E de quebra, com a condenação da parte autora (Conselho Federal de Medicina) ao pagamento de custas e honorários, mantendo-se a eficácia e validade da Resolução n°573/2013, que dispõe sobre as atribuições do farmacêutico no exercício da saúde estética e da responsabilidade técnica por estabelecimentos que executam atividades afins. LEIA MAIS: Farmacêuticos Estetas comemoram mais uma vitória contra o ato médico”. Vale ressaltar que não há norma que proíba o farmacêutico de atuar na área da saúde estética e realizar os procedimentos não cirúrgicos para fins estéticos, muito menos de frequentar ou participar de cursos de formação ou aperfeiçoamento na área. E você? O que está esperando para aprimorar sua excelência prática em uma pós-graduação que lhe conceda além de aulas teóricas, a vivência clínica, fazendo com que cada dia mais você obtenha mais segurança e diferenciais nesta área?

[widgetkit id=”11″ name=”BANNER PÓS-GRADUAÇÃO FARMÁCIA”]

Comentar

  • Uma paciente foi ao meu Laboratório Clínico pedindo orientação sobre novo tratamento proposto pelo INCA. Ao ler a proposta (ela poderia assinar ou recusar), na lista estava o Laudo de Colpocitologia onde foi detectado a neoplasia maligna, ali estava o nome do meu Laboratório.
    Outro caso, uma adolescente foi registrada como menino (a mãe afirmou que o marido estava bêbado). Para mudar de sexo o Juíz NÃO aceitou o Cariótipo (exame genético), exigiu um Preventivo Câncer Colo Uterino com parecer clínico do ginecologista já que ela tinha parceiro sexual. O Preventivo no meu Laboratório feito dias após a menstruação, amostra da cérvice uterina ecto e endo, estavam presentes também células endometriais. Anexado ao Laudo a NOTA FISCAL. Aceito pelo Juíz, sexo e nome da adolescente modificados na certidão de nascimento.
    Também, crianças enviadas por pediatras… Detectado Infecção viral – HERPES, Gardnerella sp. (Tipos similars), outra aos 6 anos com puberdade precoce (Trofismo Vaginal), etc, etc…
    Quando penso em tudo que fiz em uma zona pobre… Clientes me defendiam quando poucos médicos queriam “jogar pedras” etc, etc…
    Encerrei atividades em torno de uma década por motivos pessoais. Não basta a BOA QUALIFICAÇÃO, tem que somar a ÉTICA DO BEM. JAMAIS…”criando expectativas e sonhando com a reserva de mercado”…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2012-2021. Portal da Farmácia Estética.