Composto encontrado no chá verde protege o coração da aterosclerose

Substância pode evitar infarto e derrame Conhecido por ser um anticancerígeno natural, o chá-verde também traz benefícios para o coração. De acordo com um novo estudo, uma molécula encontrada nesse tipo de chá verde protege o órgão da aterosclerose (formação de placas na parede das artérias), problema que costuma causar infarto e derrame. Alguns fatores […]
composto -chá -verde

Substância pode evitar infarto e derrame

Conhecido por ser um anticancerígeno natural, o chá-verde também traz benefícios para o coração. De acordo com um novo estudo, uma molécula encontrada nesse tipo de chá verde protege o órgão da aterosclerose (formação de placas na parede das artérias), problema que costuma causar infarto e derrame. Alguns fatores de risco para essa doença são muito comuns, como sobrepeso, diabetes, hipertensão e colesterol elevado. Por esse motivo, encontrar um meio fácil de prevenção deixou uma equipe de pesquisadores da Universidade de Lancaster e da Universidade de Leeds, ambas no Reino Unido, animados. O estudo, publicado no periódico Journal of Biological Chemistry, descobriu que uma substância química encontrada no chá-verde, preto e branco, mas mais abundante nas folhas secas de chá-verde, impede a formação das placas nas artérias. Na aterosclerose, uma proteína chamada apoA-1 adere às placas, tornando-as maiores e restringindo ainda mais o fluxo sanguíneo. No entanto, o composto epigalocatequina-3-galato (EGCG), encontrado no chá-verde, quebra a apoA-1 em moléculas menores e mais solúveis, com menor probabilidade de restringir o fluxo sanguíneo. O problema é que, para obter níveis adequados de EGCG na corrente sanguínea, é preciso beber uma quantidade enorme e provavelmente perigosa de chá-verde. “Isso quer dizer que é improvável que tomar muito chá faça uma grande diferença no que diz respeito à saúde do coração”, diz Jeremy Pearson, diretor médico associado da British Heart Foundation. Pearson acredita que criar um medicamento com o tal composto do chá é mais viável. “Ao manipularmos a molécula, poderemos fazer novos medicamentos para tratar o infarto e o derrame.” Fonte: Viva Bem – Uol [widgetkit id=”63″ name=”BANNER CURSO DE FITOTERAPIA”]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2012-2021. Portal da Farmácia Estética.