Sim, o Farmacêutico também atua com toxina botulínica

Desde que foi publicada a resolução nº 616, pelo Conselho Federal de Farmácia, os farmacêuticos foram autorizados a realizar vários procedimentos estéticos, inclusive a aplicação de toxina botulínica e o preenchimento dérmico. Desde então, a procura pela especialização em estética e de cursos para habilitação de farmacêuticos aumentaram. O que é a Toxina? Popularmente conhecida […]
toxinafarmaciaesteticabotox Desde que foi publicada a resolução nº 616, pelo Conselho Federal de Farmácia, os farmacêuticos foram autorizados a realizar vários procedimentos estéticos, inclusive a aplicação de toxina botulínica e o preenchimento dérmico. Desde então, a procura pela especialização em estética e de cursos para habilitação de farmacêuticos aumentaram. O que é a Toxina?
toxinum botox farmacia
Clostridium botulinum
Popularmente conhecida como botox, a toxina utilizada na estética é produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum, a mesma que provoca o botulismo, porém a diferença está no processo de industrialização da mesma. A substância passa por uma purificação antes de estar pronta para ser usada, claro que em doses que não causam a doença. Como promove o efeito tensor sob a pele, o uso estético da toxina tem como objetivo suavizar rugas e linhas de expressão na região do rosto. Existem outros tratamentos que podem ser feitos com a substância como no tratamento da hiperidrose, enxaqueca, estrabismo, entre outros. Indicações Como já dito anteriormente, a toxina é indicada para suavizar as rugas e linhas de expressão do rosto como rugas da testa, glabela, pés de galinha, rugas que se formam na região dos olhos, sulcos ao redor dos lábios.  Ação
botoxfarmacia
Toxina bloqueando a liberação de acetilcolina na junção neuromuscular
Causadas por fatores diversos, as rugas podem ser consequência de exposição solar inadequada, desequilíbrio alimentar, fumo, fatores genéticos entre outros. Porém, o motivo maior que leva seu surgimento é a contração natural dos músculos do rosto, que causam as chamadas linhas de expressão. É aí que entra o tratamento com a toxina. Ao injetar o produto nestes locais, ele age bloqueando a neuro musculatura, impedindo a transmissão de estímulos dos neurônios para os músculos. Esta ação impede a contração muscular temporariamente. No caso das linhas de expressão, o paciente pode se beneficiar de duas maneiras;
  • Preventiva – Já que ao paralisar a contração muscular, não haverá formação de rugas na área em que foi aplicada a toxina,
  • Reparativa – Ao eliminar a tensão da musculatura, as rugas são amenizadas.
Aplicação sobA toxina é injetável e aplicada na terminação nervosa da região de tratamento.  Como os efeitos passam totalmente após 5 ou 6 meses, dependendo de cada organismo, é necessário que o paciente retorne ao consultório para realizar novas aplicações. Mulheres grávidas, ou amantando, portadores de doenças neuromusculares, imunológicas e coagulopatias não devem ser tratados com a substância. Resultados da aplicação O resultado da aplicação pode ser percebido dentro de dois a cinco dias após a aplicação. Os efeitos podem durar de três a quatro meses, mas há casos em que os resultados chegam a seis meses. Por se tratar de uma substância biológica, deve haver um intervalo mínimo de três meses entre cada aplicação. Caso esse prazo não seja respeitado, o paciente pode desenvolver uma resistência ao produto e o mesmo perde seu efeito. Riscos Desde que a aplicação seja realizada por um farmacêutico devidamente treinado, a aplicação da toxina pode ser considerada segura. Se for utilizada uma dose excessiva, o paciente corre o risco de perda de expressão, processo que pode ser revertido.   ^868FD767066693B1535E50DC28F43C153D1115283A19E8B978^pimgpsh_fullsize_distr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright 2012-2021. Portal da Farmácia Estética.