A estética está aí para melhorar a vida das pessoas e deve ser feita da melhor maneira possível, mas alguns casos saíram errados e precisamos tirar lição disso

É fato que os procedimentos estéticos estão na cabeça de todos que procuram por melhora na forma física e autoestima, mas todo cuidado é pouco na hora de se submeter aos tratamentos.

Então, para começarmos 2019 refletindo no que deu errado e usando como lição para um futuro ainda melhor, vamos relembrar erros estéticos que resultaram em muita dor de cabeça. Estão preparados?

Caso 1: Preenchimento labial

Rachael Knappier estava participando de uma “festa do botox”, evento bastante realizado em países europeus, quando decidiu passar pelo procedimento. O que ela não esperava era uma má administração do produto, após a profissional atingir região era do lábio com a agulha.

procedimentos-esteticos-errados

Depois de ser medicada, Rachael ainda descobriu que a tal pessoa nem licenciada era. Por isso, ratificamos a necessidade de buscar por profissionais que estejam preparados para tais procedimentos.

Caso 2: Erro estético com PMMA

O que era para ser apenas uma intervenção estética, se transformou em um pesadelo para cerca de 30 pacientes do médico Wesley Murakami após procedimentos estéticos com PMMA – Polimetilmetacrilato.

procedimentos-esteticos-errados

O médico Wesley Murakami se apresenta como especialista em cirurgias estéticas de harmonização facial e bioplastia e nem sequer possui título de especialista. Como se não bastasse, a substância utilizada, com frequência, por ele é o PMMA, que já levou a vida de outras pessoas que recorreram ao procedimento.

Caso 3: Produtos com ácido

Natasha Martlew teve uma péssima surpresa após incrementar sua rotina de cuidados com a pele. A jovem escolheu, acatando a sugestão de uma amiga, um produto à base de ácido para peles com tendências a manchas.

procedimentos-esteticos-errados

Em menos de 12 horas após o produto ser aplicado em seu rosto, começaram a aparecer bolhas de água, resultado de uma queimadura química por ácido salicílico. Medicada e recuperada do susto, ela disse que não fará novamente procedimentos estéticos com ácido e que aprendeu a lição.

Infelizmente, nestes casos, quem também sofre são os profissionais habilitados, pois potenciais clientes acabam desistindo da estética por erros fáceis de lidar.

Caso 4: Microagulhamento caseiro

A youtuber Lorena Rodrigues realizou um procedimento caseiro com Dermaroller adquirido pela internet. Para ajudar, ela conseguiu cremes à base de vitamina C e ácido hialurônico com uma amiga que trabalha em uma clínica de estética.

Entretanto, o resultado não foi o esperado, foi péssimo. “Foi um conjunto de erros. Eu passei a pomadinha anestésica que veio junto com o dermaroller, não senti mais nada e acho que passei com muita força”, disse ela.

procedimentos-esteticos-errados

Um verdadeiro profissional esteta qualificado entenderia o grave risco que essa garota estava correndo e saberia como agir nesta situação.

Deixe aqui seu Comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor insira seu comentário!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...
Somos apaixonados pelo que fazemos e fazemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a biomedicina estética é legítima, um direito do biomédico, do biomédico esteta, do graduando em biomedicina e, principalmente, de toda a sociedade beneficiada com as informações aqui divulgadas e como caminho de beleza e elevação da auto-estima.