no comments

Aparelho Thoor é lançamento da DGM durante o Congresso Brasileiro de Farmácia Estética

Um dos aparelhos que chamou a atenção durante o 1º Congresso Brasileiro de Farmácia Estética foi o aparelho Thoor, da empresa patrocinadora do evento DGM. O engenheiro eletrônico Décio G. Minalle explicou quais funcionalidades tem o equipamento e para quais casos ele é mais recomendado.

A Plataforma Thoor é o equipamento de ultrassom multifacetado indicado para a reabilitação musculoesquelética e para o tratamento efetivo das principais disfunções estéticas.

O exclusivo e inédito lançamento da DGM Eletrônica associa em um mesmo equipamento as principais modalidades de tratamento que emitem vibração (energia mecânica) com características distintas e, portanto, diferentes mecanismos de ação no tecido biológico de acordo com a disfunção alvo do tratamento.

É exatamente a possibilidade do profissional optar por diferentes recursos no momento do tratamento, que confere ao Thoor expressiva praticidade e versatilidade.

A emissão de ultrassom, em sua essência, é realizada através de dois transdutores (cabeçotes) com superfícies de contato com a pele diferentes. Um transdutor conta com uma área de radiação efetiva menor (ERA = 3,5 cm2), indicado para o tratamento de regiões menores ou irregulares, enquanto o outro transdutor conta com uma área de radiação efetiva maior (ERA = 20 cm2), a maior do mercado, indicado para o tratamento de áreas corporais amplas em menor tempo de tratamento.

Ambos transdutores emitem ultrassom em feixe colimado e permitem a seleção de frequência em 1 ou 3 MHz, permitindo variável penetração nos tecidos. A potência total gerada pelo equipamento é de 60 W, de forma que distribuída pela área dos transdutores atinge até 3,0 W/cm2, intensidade necessária para gerar o efeito de ultracavitação, mecanismo de ação na lipólise e na redução do panículo adiposo subcutâneo no tratamento da gordura inestética. É importante destacar que em intensidades menores o ultrassom é um dos recursos mais importantes no tratamento da celulite e em quadros de fibrose pós-operatória.

O terceiro transdutor que compõe o equipamento idealiza a necrose imediata do tecido adiposo subcutâneo sem riscos de queimaduras à pele através da aplicação estacionária do cabeçote por poucos segundos em cada ponto, e em emissão ultrassonora de alta intensidade, modalidade descrita como High Intensity Focused Ultrasound, o HIFU, ou ultrassom focado de alta intensidade.

O transdutor do HIFU tem sua arquitetura em formato côncavo. As ondas ultrassonoras emitidas por esse transdutor não são colimadas (paralelas) mas sim convergentes ou seja, toda a energia mecânica (vibração) se sobrepõe apenas em determinado ponto profundo a partir da superfície da pele. A arquitetura do transdutor é que estabelece a profundidade do ponto de convergência, variando de 1 a 3 cm a partir da pele, determinando a região onde haverá necrose de coagulação imediata em função do extremo aquecimento e instalação gradual de processo inflamatório para a remoção do tecido lesionado, o tecido adiposo subcutâneo.

Embora seja uma técnica que demande mais tempo, atenção e precisão por parte do profissional, a literatura internacional publicada sobre o assunto aprova e afirma a efetividade da técnica na redução de medidas em regiões corporais com acúmulo de gordura, sem evidências de queimaduras ou lesões na pele.

A quarta manopla que completa o equipamento é emissora de Ondas de Choque acústicas, energia mecânica análoga a energia ultrassonora mas em uma intensidade de impacto altamente superior e de curta duração. Uma onda de choque tem a repercussão de um violento impacto nos tecidos, produzindo ultracavitação e lesão de acordo com sua intensidade.

Existe no mercado mundial quatro tipos de geradores de Ondas de Choque: Eletro-pneumático, Eletro-hidráulico, Eletro-magnético e Piezo-elétrico.

O sistema piezo-elétrico é o mecanismo de produção de Ondas de Choque da Plataforma Thoor, considerando que também é através do efeito piezo-elétrico que a energia ultrassonora é gerada nos três outros transdutores.

Após criteriosa análise da literatura, concluiu-se que os sistemas piezo-elétricos tem custo mais acessível, são mais precisos com relação ao ajuste dos parâmetros e mais agradáveis ao paciente.

Considerando todas as tecnologias terapêuticas que se baseiam na energia mecânica reunidas em um único equipamento, digital, microprocessado e microcontrolado, rigorosamente calibrado, com programas automáticos criteriosamente descritos por nosso Departamento de Pesquisa, ou com a programação manual que permite ao profissional o ajuste de todos os parâmetros possíveis em cada uma das modalidades da Plataforma, dando liberdade e flexibilidade não apenas para o tratamento de inúmeras disfunções, mas para pesquisas e a evolução da Ciência.

 

Reporter Farmácia Estética

Somos apaixonados pelo que fazemos e escrevemos tudo por amor. Nosso compromisso é apenas com a verdade e com o que acreditamos e defendemos – a farmácia estética é legítima, um direito do farmacêutico, do farmacêutico esteta, do graduando em farmácia.